Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mercedes-Benz está sob investigação por supostamente instalar “dispositivos de derrota” de emissões ilegais em centenas de milhares de seus carros e vans a diesel, usados ​​para enganar testes de emissões de poluentes e limites impostos por lei.

Em 2018, a Autoridade Federal Alemã para Transportes forçou um recall de 774.000 veículos Mercedes na Europa, em relação ao potencial software instalado para mascarar as emissões de diesel. Um ano depois, o Conselho Internacional de Transporte Limpo (ICCT) identificou cinco possíveis dispositivos de derrota que a Mercedes poderia estar usando. Atualmente, existem centenas de casos envolvendo ações fraudulentas da Mercedes-Benz pendentes em tribunais ao redor do mundo. Esses casos incluem reclamações por danos e o direito de devolver o veículo sem perdas financeiras.

Emissões mais altas de dióxido de nitrogênio (NOx) significam que os clientes podem experimentar um aumento nas contas de combustível e nos custos de manutenção, e que o desempenho dos veículos pode ser afetado negativamente. Além disso, as emissões de diesel são conhecidas por serem prejudiciais a adultos, crianças e ao meio ambiente.

PGMBM está agindo em nome de indivíduos que foram enganados quanto aos níveis de poluentes que seus veículos estavam emitindo. Acreditamos que os clientes afetados devem ser compensados ​​pelas irregularidades da Mercedes-Benz.

PGMBM (a trading name of Excello Law Limited) – SRA License Number 512898